Natureza, capitalismo e política.

Nuno M. M. S. Coelho, Ricardo dos Reis da Silveira

Resumo


Este artigo situa-se no campo de discussões sobre o descompromisso da economia com o bem comum no paradigma capitalista contemporâneo (de acordo com o qual o sucesso na competição é o fim de toda ação e o critério de toda decisão) e as suas consequências para o direito, a moral e a política. Neste quadro, põe-se a pergunta: o que representa o direito, a docência, os movimentos e as políticas comprometidas com o meio ambiente, no que respeita à reconfiguração do compromisso da economia, da política e do direito para com o bem comum? O artigo procura contribuir para o esclarecimento do problema à luz da crítica aristotélica à acumulação infinita de riquezas, examinando as duas razões pelas quais ela é condenada: de um lado, porque a acumulação ilimitada de riquezas acarreta a destruição da igualdade e portanto da própria natureza política da comunidade; de outro, porque ela pressupõe a desnaturação dos bens, fazendo com que deixem de servir aos fins prático-existenciais humanos e passem a valer simplesmente como instrumentos de acumulação. Metodicamente, o artigo se constrói a partir da interpretação do tratado aristotélico A Política, posto em diálogo com autores do pensamento político contemporâneo, preocupados com o descompromisso do pensamento e das práticas econômicas com o bem comum e as suas consequências políticas, jurídicas, morais e ambientais.


Texto completo:

PDF PDF PDF

Referências


AQUINO, Tomás de. Suma Teológica. Trad. Ovidio Calle Campo, Lorenzo Jiménez Patón. Madrid: Biblioteca de Autores Cristianos, 1988.

ARISTOTLE. Politics. Trad. H. Rackham. Cambridge: Harvard University Press, 1944.

COELHO, N. M. M. S.; MELLO, C. de M. ἕτεροι καὶ ἶσοι: Aristotle on diversity and equality in the constitution of polis. Revista Brasileira de Estudos Políticos, v. 114, 2017, p.78-113.

FELBER, Christian. A economia do bem comum. Trad. Maria das Mercês Peixoto. Lisboa: Presença, 2017.

KELSEN, Hans. Teoria pura do direito. Trad. João Baptista Machado. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

SMITH, Adam. A riqueza das nações. Investigação sobre sua natureza e suas causas. Trad. Luiz João Baraúna. São Paulo: Nova Cultural, 1996.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Libertas: Revista de Pesquisa em Direito

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Libertas - Revista de Pesquisa em Direito da UFOP. Qualis B1

Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

ISSN: 2319-0159


Conheça nossos indexadores: