Obra de arte e objeto estético em Mikel Dufrenne

Fábio Caires Correia

Resumo


O objetivo deste ensaio é apresentar panoramicamente a análise do fenômeno estético empreendida pelo filósofo francês Mikel Dufrenne em sua phénoménologie de l’expérience esthétique. Embora ele reconheça a impossibilidade de pensar a experiência estética sem ter ao menos implicitamente o olhar do artista, é pelo olhar do espectador que a obra de arte se torna um objeto estético. O espectador é a condição sine qua non para que a obra de arte deixe de ser um objeto comum dentre os objetos comuns, para se transformar num objeto estético. Só a percepção estética poderá fazer justiça à obra de arte. Neste sentido, será essa distinção que vai nortear nosso ensaio: obra de arte e objeto estético na filosofia estética de Mikel Dufrenne.

Palavras-chave


Obra de arte; Objeto estético; Mikel Dufrenne; Fenomenologia.

Texto completo:

PDF

Referências


DUFRENNE, Mikel. The Phenomenology of Aesthetic Experience. Trans. Edward S. Casey; Albert A. Anderson; Willis Domingo Leon Jacobson. Northwestern University Press, 1973.

_______. Estética e Filosofia. Tradução Roberto Figurelli. São Paulo: Editora Perspectiva, 2004.

DUSSERT, Jean-Baptiste; JDEY, Adnen (dirs.). Mikel Dufrenne et l’esthétique: Entre phénoménologie et philosophie de la nature, Presses Universitaires de Rennes, 2016.

FIGURELLI, Roberto. Introdução à edição brasileira. In: DUFRENNE, Mikel. Estética e Filosofia. Tradução Roberto Figurelli. São Paulo: Editora Perspectiva, 2004.

_______. La notion d’a priorir chez Mikel Dufrenne. In: LASCAUX, Gilbert (dir.). Vers une esthétique sans entrave: Mélanges offerts à Mikel Dufrenne, Paris, UGE, coll. « 10-18 », 1975, p. 134.

HUSSERL, Edmund. Meditações Cartesianas: introdução à fenomenologia. Tradução Maria Gorete Lopes e Sousa. Porto: RÉS, Editora, Ltda., s/d.

_______. Ideen zu einer reinen Phänomenologie und phänomenologischen Philosophie. Erstes Buch. Netherlands: Martinus Nijhoff Publishers, 1950.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. Trad. Carlos Alberto Ribeiro de Moura. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

PINHO, Eunice. A estética de Dufrenne ou a procura da origem. In: Revista Filosófica de Coimbra – nº. 6 (1994), p. 362.

PITA, António Pedro. A intencionalidade e o mundo dos artistas Mikel Dufrenne na fenomenologia francesa. In: Revista Filosófica de Coimbra – nº9 (1996).

_______. Presença, representação e sentimento: Configuração da experiência estética segundo Mikel Dufrenne. In: Revista Filosófica de Coimbra – n.° 7 – vol. 4 (1995).

SARTRE, Jean-Paul. La transcendence de l’Ego et Conscience de Soi et connaissance de Soi. Paris: Librarie Philosophique J. Vrin, 2003.

TAMINIAUX, Jacques. Notes sur une phénoménologie de l'expérience esthétique. In: Revue Philosophique de Louvain. Troisième série, tome 55, n°45, 1957, p. 93-94.

WERLE, Marco Aurélio. Mikel Dufrenne: A fenomenologia da experiência estética. In: Sapere Aude – Belo Horizonte, v. 6 – n. 12, p. 456-464, Jul./Dez. 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Artefilosofia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ArteFilosofia - Publicação Semestral

Revista de Estética e Filosofia da Arte do Programa de Pós-graduação em Estética e Filosofia da Arte - UFOP

ISSN: 2526-7892 (on-line)

ISSN: 1809-8274 (impresso)

Qualis CAPES: B1 (Filosofia)

Endereço de contato: revista_artefilosofia@yahoo.com.br

 

ArteFilosofia – Biannual Journal

Journal of Aesthetic and Philosophy of Art. Graduation Program on Aesthetics and Philosophy of Art – UFOP

ISSN: 2526-7892 (on-line)

ISSN: 1809-8274  (print)

Qualis CAPES: B1 (Philosophy)

Contact: revista_artefilosofia@yahoo.com.br