15 ANOS DE EXTENSÃO NA ENGENHARIA DE MINAS

Guilherme Walter, Crislayne Gloss, Francielle Câmara Nogueira, Carlos Alberto Pereira

Resumo


O primeiro projeto de extensão do Departamento de Engenharia de Minas, Oficina de Cantaria, da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) procurou valorizar o ser humano, aproximar a comunidade da Universidade, integrar os saberes. Essas atividades vieram integrar o que ficou destacado no último Plano Nacional de Educação 2011-2020 que chama a atenção para as universidades sobre o papel da extensão. A arte de cantaria foi trazida para o Departamento de Engenharia de Minas (Demin) por meio das mãos do mestre José Raimundo Pereira, o Seu Juca, uns dos últimos oficiais canteiros do Estado de Minas Gerais. O projeto completou 15 anos em 2015. Ao longo desses anos, buscou a formação dos graduandos, a integração da comunidade com a UFOP, a pesquisa histórica e de materiais, a formação de novos trabalhadores habilitados e a preservação do patrimônio direcionada para os trabalhos com as metodologias da educação patrimonial. Nesse período, foram restauradas pontes, chafarizes, cruz, a Estação de Ferro de Itabirito. Foram produzidas, na oficina e nas aulas para formação de canteiros, noventa e seis peças de quartzito, dezesseis peças de canga. Soma-se aos resultados a formação de onze canteiros, 23 alunos de história, 33 trabalhos de iniciação científica e 88 de extensão. O número de publicações foi significativo: um livro, três artigos em periódicos, oito capítulos de livro, sessenta e sete artigos publicados em congressos nacionais e internacionais. A divulgação da arte foi feita também por meio de exposições permanentes no Museu de Ciência e Técnica da Escola de Minas, e itinerantes no Palácio das Artes.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2447-8091