BRAMHALL E HOBBES SOBRE A LIBERDADE E A NECESSIDADE

Sérgio R. N. Miranda

Resumo


Em  1645,  Bramhall  e  Hobbes  foram  convidados  para  uma discussão  filosófica  na  casa  do  Marquês  de  Newcastle.  O  tema  era  o livre-arbítrio,  e  a  discussão  foi  desenvolvida  em  um  vivo  debate,  visto que  se  defendiam  posições  claramente  opostas.  Hobbes  defendia  a posição conhecida hoje como “compatibilismo”, sustentando que, para qualquer  ação,  haveria  uma  causa  que  a  necessitaria,  mas  essa necessitação  seria  logicamente  compatível  com  o  livre-arbítrio;  por outro  lado,  Bramhall  defendia  o  “incompatibilismo”, alegando  que  a necessidade excluiria a liberdade. Após o debate, Bramhall enviou uma cópia do seu Discursoao Marquês e outra a Hobbes que, no Tratado, responde ponto por ponto as observações de Bramhall.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.