A RELAÇÃO ENTRE OS MAL-ENTENDIDOS E AS IMPLICATURAS CONVERSACIONAIS: UMA INVESTIGAÇÃO PRELIMINAR

Rodrigo Jungmann

Resumo


É amplamente reconhecido que um tratamento adequado da comunicação humana não pode esgotar-se no nível do significado literal dos enunciados. É também necessário examinar o que é transmitido no nível pragmático das implicaturas conversacionais. Partindo de pressuposto claramente plausível de que grande parte dos mal-entendidos são de ordem pragmática, defendemos a tese de que mal-entendidos deste tipo podem ser vistos como implicaturas conversacionais meramente putativas. Nos termos da análise de inspiração griceana aqui oferecida, os mal-entendidos em questão envolvem em vários casos implicaturas conversacionais canceláveis em princípio, mas que, por razões diversas, não são de fato canceladas. Nosso objetivo ulterior é o de dar os passos iniciais para uma tipologia de mal-entendidos gerados pragmaticamente.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.