A REFORMULAÇÃO DO LIBERALISMO CLÁSSICO POR JOHN RAWLS

Leno Francisco Danner

Resumo


Este artigo tem por objetivo refletir sobre a reformulação do liberalismo clássico (especificamente na variante política de Locke e na variante econômica de Adam Smith), no intuito de demonstrar, com base nas críticas de Hegel e de Marx ao liberalismo clássico, que Rawls retoma sua própria posição em relação a esse mesmo liberalismo clássico. Com isso, defenderei que, muito mais do que visar a uma crítica à versão clássica, Rawls tem em mente a crise do estado de bem-estar social e, em relação a ela, uma crítica à resposta neoliberal que apelaria para a volta de alguns dos princípios básicos da economia de laissez-faire.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.