A moral sensualista de Helvétius pelo princípio do interesse

Camila Ferraz

Resumo


O presente artigo pretende demonstrar como a tese sensualista, que considera que no homem tudo é fruto da sensibilidade física, está estritamente ligada à moralidade e à política propostas por Helvétius. Tal ligação é feita pela tomada do interesse, entendido, primeiramente, como busca ao prazer e fuga da dor, como princípio que rege tanto as paixões do homem como suas considerações sobre virtude ou vício. Dessa forma, o princípio do interesse se estende da sensibilidade física até a moralidade e a política, e postula a necessidade de que a legislação e a educação garantam a ligação do interesse pessoal ao interesse geral de uma nação, tornando-os compatíveis.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.