Sociedade de risco e Estado: uma releitura dos elementos tradicionais da Teoria do Estado

Bruno Camilloto Arantes

Resumo


Os clássicos elementos do Estado moderno são território, povo e poder.[1] Fruto do processo histórico que culminou com a elaboração do Estado de Direito, o Estado moderno possui suas origens no pensamento de Maquiavel (1469-1527)[2] e Jean Bodin (1530-1596) que forneceram os elementos conceituais para construção do Estado nacional. A formação do ideário conhecido como Estado moderno contou, ainda, com a contribuição de filósofos do porte de Hobbes, Montesquieu, Rousseau e Locke.


[1]Ver por todos: MIRANDA, Jorge. Teoria do estado e da constituição. 2ª ed. Rio de Janeiro: Forense, 2009, p. 03.

[2]A passagem mais significativa, em nossa opinião, é: “Todos os Estados, todos os governos que tiveram e têm autoridade sobre os homens são Estados e são ou repúblicas ou principados.” MAQUIAVEL, Nicolau. O príncipe. São Paulo: Paz e Terra, 2002, p. 13.


Texto completo:

DOWNLOAD

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Libertas: Revista de Pesquisa em Direito

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Libertas - Revista de Pesquisa em Direito da UFOP. Qualis B1

Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

ISSN: 2319-0159


Conheça nossos indexadores: