Brasil, Portugal e a crise do antigo sistema colonial: elementos para a compreensão do conceito moderno de Constituição

David F. L. Gomes

Resumo


Este artigo trata da situação objetiva em que Brasil e Portugal se encontravam no contexto geral da crise do Antigo Regime. Inicialmente, lida-se principalmente com as perspectivas de Caio Prado Júnior e de Fernando Novais. Em seguida, critica-se a insuficiência de uma abordagem baseada apenas na história econômica, embora se reconheça que essa abordagem é, ao mesmo tempo, indispensável. Finalmente, afirma-se que ambas as abordagens – econômica e não-econômica – são fundamentais para a compreensão do conceito moderno de Constituição.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Libertas: Revista de Pesquisa em Direito

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Libertas - Revista de Pesquisa em Direito da UFOP. Qualis B1

Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

ISSN: 2319-0159


Conheça nossos indexadores: