Explosions of Sepp

Guilherme Foscolo

Resumo


Resumo:Trata-se de recuperar a subterrânea influência de Marx na produção teórica que se movimenta a partir do colóquio “Materialidades da Comunicação”. Argumenta-se que o colóquio “Materialidades da Comunicação”, na tentativa de revisitar o conceito marxiano de materialismo, produziu uma versão “de-marxializada” da materialidade como alternativa (e reação) aos excessos de uma cultura pós-moderna da interpretação. No entanto, a de-marxialização do conceito significou, em última instância, esvaziá-lo de sua crítica política, fazendo dele uma ferramenta politicamente inócua. Sugere-se, por fim, que reconectar o conceito de materialidade à sua origem crítica abre toda uma gama de possíveis investigações. 

 


Palavras-chave


Materialidade; Marx; Gumbrecht; Kittler; Tecnopolítica.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Artefilosofia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ArteFilosofia - Publicação Semestral

Revista de Estética e Filosofia da Arte do Programa de Pós-graduação em Filosofia - UFOP

ISSN: 2526-7892 (on-line)

ISSN: 1809-8274 (impresso)

Qualis CAPES: B1 (Filosofia)

Endereço de contato: artefilosofia.defil@ufop.edu.br 

ArteFilosofia – Biannual Journal

Journal of Aesthetic and Philosophy of Art. Graduation Program on  Philosophy – UFOP

ISSN: 2526-7892 (on-line)

ISSN: 1809-8274  (print)

Qualis CAPES: B1 (Philosophy)

Contact: artefilosofia.defil@ufop.edu.br