PERCURSOS PARA UMA TEORIA MATERIALISTA DA ARTE EM WALTER BENJAMIN

Fernanda Ramos, João Lopes Rampim

Resumo


O presente trabalho pretende analisar a especificidade da teoria materialista da arte proposta por Walter Benjamin. Para tanto, tomamos como principais pontos de referência os ensaios “Eduard Fuchs, colecionador e historiador”, de 1937, e a segunda versão A obra de arte na época de sua reprodutibilidade técnica, escrita entre 1935 e 1936. Buscamos também abordar a influência do historiador da arte Aloïs Riegl no pensamento de Benjamin, pois, a nosso ver, essa influência tem um papel decisivo na elaboração de sua teoria. Ademais, destacamos o primado do objeto e a categoria da expressão como centrais para tal elaboração. O trabalho culmina numa aproximação ao conceito benjaminiano de “segunda técnica”, o qual acreditamos comprovar a eficácia do método de Benjamin com relação à investigação do cinema.



Palavras-chave


materialismo; arte; técnica; Walter Benjamin

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Artefilosofia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ArteFilosofia - Publicação Semestral

Revista de Estética e Filosofia da Arte do Programa de Pós-graduação em Filosofia - UFOP

ISSN: 2526-7892 (on-line)

ISSN: 1809-8274 (impresso)

Qualis CAPES: B1 (Filosofia)

Endereço de contato: artefilosofia.defil@ufop.edu.br 

ArteFilosofia – Biannual Journal

Journal of Aesthetic and Philosophy of Art. Graduation Program on  Philosophy – UFOP

ISSN: 2526-7892 (on-line)

ISSN: 1809-8274  (print)

Qualis CAPES: B1 (Philosophy)

Contact: artefilosofia.defil@ufop.edu.br