Som, sentido e sujeito: discurso e dessubjetivação em Agamben

Juliana Fausto

Resumo


O artigo pretende i) mostrar como se comportam filosofia e poesia frente à ideia de Agamben de que "todo ato de palavra comporta uma dessubjetivação"; ii) investigar como o recurso poético do enjambement evidencia som e sentido como duas tensões, abalando sua equivocidade; iii) por meio da voz de Hurbinek, um Häftling de quem Primo Levi dá testemunho em "A trégua", procurar uma resposta para a pergunta de Agamben "qual a gramática do verbo 'poder'?".

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista ArteFilosofia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ArteFilosofia - Publicação Semestral

Revista de Estética e Filosofia da Arte do Programa de Pós-graduação em Filosofia - UFOP

ISSN: 2526-7892 (on-line)

ISSN: 1809-8274 (impresso)

Qualis CAPES: B1 (Filosofia)

Endereço de contato: artefilosofia.defil@ufop.edu.br 

ArteFilosofia – Biannual Journal

Journal of Aesthetic and Philosophy of Art. Graduation Program on  Philosophy – UFOP

ISSN: 2526-7892 (on-line)

ISSN: 1809-8274  (print)

Qualis CAPES: B1 (Philosophy)

Contact: artefilosofia.defil@ufop.edu.br