Arquitetura de vigilância

Pierre Magne

Resumo


A arquitetura tem um alcance político que não aparece se nós a apreendemos como um instrumento material entre outros de que os interesses dominantes se servem. Este atalho passa pelas potencialidades do espaço. Foucault não vai da política à arquitetura, mas do espaço ao poder. Ele analisa o espaço como uma forma-matriz que carrega um funcionamento singular de poder: a vigilância. Veremos que esta inversão esclarece de uma maneira nova o que se passa com os sujeitos sobre os quais o poder se exerce. É na medida em que somos sujeitos ao espaço que nós somos sujeitos do poder

Palavras-chave


Arquitetura; Espaço; Poder.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista ArteFilosofia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ArteFilosofia - Publicação Semestral

Revista de Estética e Filosofia da Arte do Programa de Pós-graduação em Filosofia - UFOP

ISSN: 2526-7892 (on-line)

ISSN: 1809-8274 (impresso)

Qualis CAPES: B1 (Filosofia)

Endereço de contato: artefilosofia.defil@ufop.edu.br 

ArteFilosofia – Biannual Journal

Journal of Aesthetic and Philosophy of Art. Graduation Program on  Philosophy – UFOP

ISSN: 2526-7892 (on-line)

ISSN: 1809-8274  (print)

Qualis CAPES: B1 (Philosophy)

Contact: artefilosofia.defil@ufop.edu.br