Aspectos matemáticos, didáticos e pedagógicos das disciplinas de conteúdo matemático na licenciatura: um olhar a partir de teses e dissertações (2001-2017)

Amanda Larissa de Almeida, Rosana Giaretta Sguerra Miskulin

Resumo


Por meio do presente artigo, discute-se aspectos matemáticos, didáticos e pedagógicos das disciplinas de conteúdo matemático do curso de Licenciatura em Matemática, a partir de um recorte de uma pesquisa de Mestrado, a qual constituiu-se como um estudo de 26 teses e dissertações, com objetivo de analisar e evidenciar articulações entre os seus resultados e o campo de formação de professores. Tais teses e dissertações foram mapeadas em dois momentos distintos: aquelas produzidas entre os anos de 2001 e 2012 foram mapeadas a partir do corpus de pesquisa do projeto universal “Mapeamento e estado da arte da pesquisa brasileira sobre o professor que ensina Matemática”, e teses e dissertações produzidas entre 2013 e 2017 mapeadas no Catálogo da CAPES. Para analisar os resultados dessas pesquisas utilizamos alguns conceitos da Análise de Conteúdo e nos baseamos em referenciais teóricos sobre formação inicial de professores de Matemática e formação matemática do professor. Nesse contexto, apresentamos a discussão de uma categoria, a qual evidencia a possibilidade de articulação entre as disciplinas de conteúdo matemático e a prática do futuro professor. por meio de metodologias como o Trabalho com Projetos, Modelagem Matemática e uso de Softwares. Tais abordagens constituem-se como um caminho para o desenvolvimento dessas disciplinas na licenciatura, uma vez que propiciam a exploração, investigação, visualização e aplicações dos conceitos, além de discussões sobre o ensino da Matemática na Educação Básica.

Palavras-chave: Disciplinas de conteúdo matemático. Licenciatura em Matemática. Práticas formativas.


Mathematical, didactic and pedagogical aspects of the subjects of mathematical content in graduation: a look for theses and dissertations (2001-2017)

 

Abstract: In this article, we discuss mathematical, didactic and pedagogical aspects of mathematical content in mathematics degree courses. The authors studied 26 theses / dissertations on mathematical content subjects, aiming to analyze and look for evidence in relation to the articulation between their results and the field of teacher training. These theses and dissertations were mapped into two distinct moments: those produced between 2001 and 2012 were mapped from the research corpus of the Universal Project "Mapping and State of the Art of Brazilian Researchin Regards to the Teacher Who Teaches Mathematics" and the theses and dissertations carried out between 2013 and 2017 were mapped through the Catalog of Capes. To analyze the results of these works, we used some concepts from the theory of content analysis and we base ourselves on theoretical references about the initial formation of teachers of mathematics and the mathematical formation of the teacher. In this context, we present the discussion of a category, which highlights the possibility of the articulation between the mathematical content disciplines and a future teacher's practice; by means of methodologies like work with projects, mathematical modeling and use of software. These approaches constitute a way for the development of these disciplines in the licenciatura (math teacher degree program), since they facilitate exploration, investigation, visualization and applications of the concepts, and discussion about the teaching of mathematics in basic education.

Keywords: Mathematical content disciplines. Degree in Mathematics. Training practices.


Aspectos matemáticos, didácticos y pedagógicos de las disciplinas de contenido matemático en la Licenciatura: una mirada a partir de tesis y disertaciones (2001-2017)

Resumen: Por medio del presente artículo, se discute aspectos matemáticos, didácticos y pedagógicos de las disciplinas de contenido matemático del curso de Licenciatura en Matemáticas, a partir de un recorte de una investigación de Maestría, como un estudio de 26 tesis/disertaciones sobre disciplinas de contenido matemático, con el objetivo de analizar y evidenciar articulaciones entre sus resultados y el campo de formación de profesores. Estas tesis y disertaciones fueron mapeadas en dos momentos distintos: aquellas producidas entre los años 2001 y 2012 fueron mapeadas a partir del corpus de investigación del Proyecto Universal "Mapeamiento y Estado del arte de la investigación brasileña sobre el profesor que enseña Matemáticas" y las tesis y disertaciones realizadas entre 2013 y 2017 fueron mapeadas a través del Catálogo de la CAPES. Para analizar los resultados de esas investigaciones utilizamos algunos conceptos de la teoría del Análisis de Contenido y nos basamos en referenciales teóricos sobre formación inicial de profesores de Matemáticas y formación matemática del profesor. En este contexto, presentamos la discusión de una categoría, la cual evidencia la posibilidad de articulación entre las disciplinas de contenido matemático y la práctica del futuro profesor. Por medio de metodologías como el Trabajo con Proyectos, Modelado Matemático y uso de Softwares. Estos enfoques se constituyen como un camino para el desarrollo de estas disciplinas en la Licenciatura, ya que propician la exploración, investigación, visualización y aplicaciones de los conceptos, además de discusiones sobre la enseñanza de las Matemáticas en la Educación Básica.

Palavras chave: Disciplinas de contenido matemático. Licenciatura en Matemáticas. Prácticas de entrenamiento.


Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, Jonei Cerqueira. Modelagem na Educação Matemática: contribuições para o debate teórico. In: REUNIÃO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO, 24, 2001, Caxambu. Anais da XXIV Reunião Anual da ANPED. Caxambu: ANPED, 2001, p. 1-15.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70, 1977.

BENITES, Vanessa Cerignoni. Formação de professores de Matemática: dimensões presentes na relação PIBID e comunidade de prática. 2013. 124f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Universidade Estadual Paulista. Rio Claro.

BRASIL. Resolução CNE/CP 2, de 1 de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília: Diário Oficial da União, 2 de julho de 2015, seção 1, p. 8-12.

CAMPOS, Sandra Gonçalves Vilas Bôas. Trabalho de projetos no processo de ensinar e aprender Estatística na universidade. 2007. 148p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade de Uberlândia. Uberlândia.

CASTRO, Amélia Domingues de. A licenciatura no Brasil. Revista de História, São Paulo, v. 50, n.100, p. 627-652, out./dez. 1974.

DIOGO, Maria das Graças Viana Sousa. Uma abordagem didático-pedagógica do Cálculo Diferencial e Integral I na formação de professores de Matemática. 2015. 256f. Tese (Dourado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

DOMINGOS, Rônero Márcio Cordeiro. Resolução de Problemas e Modelagem Matemática: uma experiência na formação inicial de professores de Física e Matemática. 2016. 194f. Mestrado (Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Centro de Ciências e Tecnologia. Universidade Estadual da Paraíba. Campina Grande.

FIORENTINI, Dario, PASSOS, Carmem Lúcia Brancaglion; LIMA, Rosana Catarina Rodrigues. (Org.) Mapeamento da pesquisa acadêmica brasileira sobre o professor que ensina Matemática: período 2001 a 2012. Campinas: FE-Unicamp, 2016.

FIORENTINI, Dario. A formação matemática e didático-pedagógica nas disciplinas da Licenciatura em Matemática. Revista de Educação PUC-Campinas, Campinas, n. 18, p.107-115, jun. 2005.

FREITAS, Maria Tereza Menezes. A escrita no processo de formação contínua do professor de Matemática. 2006. 299f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas. Campinas.

GATTI, Bernardete Angelia. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação & Sociedade, Campinas, v. 31, n. 113, out./dez. 2010.

GOLDENBERG, Mirian. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em ciências sociais. 8. ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

GONÇALVES, Daniele Cristina. Aplicações das derivadas no Cálculo I: atividades investigativas utilizando o GeoGebra. 2012. 110f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Ciências Exatas e Biológicas. Universidade Federal de Ouro Preto. Ouro Preto.

GRANDO, Regina Célia. MISKULIN, Rosana Giaretta Sguerra. Pesquisas em formação inicial e continuada de professores que ensinam Matemática sob a perspectiva da articulação entre o conhecimento do professor e a prática. Perspectiva, Florianópolis, v. 36, n. 2, p. 396-398, abr./jul. 2018.

GRILO, Jaqueline de Souza; BARBOSA, Jonei Cerqueira; LUNA, Ana Virgínia de Almeida. Repercussões de disciplinas específicas na ação do professor de Matemática da educação básica: uma revisão sistemática. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 17, n. 1, p. 4-24, jan./abr. 2015.

KLEIN, Felix Christian. Matemática elementar de um ponto de vista superior. v. I, parte I Aritmetica. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Matemática, 2009.

MAZZI, Lucas Carato. Experimentação-com-Geogebra: revisitando alguns conceitos da Análise Real. 2014. 137f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Universidade Estadual Paulista. Rio Claro.

MISKULIN, Rosana Giaretta Sguerra; ESCHER, Marco Antonio; SILVA, Carla Regina Mariano. A prática docente do professor de Matemática no contexto das TICs: uma experiência com a utilização do MAPLE em cálculo diferencial. Revista de Educação Matemática, São Paulo, v. 10, p. 29-37, 2007.

MISKULIN, Rosana Giaretta Sguerra; SILVA, Mariana da Rocha. Corrêa. Curso de Licenciatura em Matemática a Distância: uma realidade ou uma utopia? In: JAHN, Ana Paula; ALLEVATTO, Norma. (Org.). Tecnologias e Educação Matemática: ensino, aprendizagem e formação de professores. Recife: SBEM, 2010. p. 105-124.

MOREIRA, Plínio Cavalcante. 3 + 1 e suas (in)variantes: reflexões sobre as possibilidades de uma nova estrutura curricular na licenciatura em Matemática. Bolema, Rio Claro, v. 26, n. 44, p. 1137-1150, dez. 2012

MOREIRA, Plínio Cavalcante; DAVID, Manuela Martins Soares. A formação matemática do professor: licenciatura e prática docente escolar. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

ONUCHIC, Lourdes de la Rosa; MORAIS, Rosilda Santos. Resolução de Problemas na formação inicial de professores de Matemática. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 15, n. 3, p. 671-691, set./dez. 2013.

PAIS, Luiz Carlos. Uma abordagem praxeológica da prática docente na Educação Matemática. IX ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. Anais do IX ENEM: Belo Horizonte: SBEM, 2007, p. 65-78.

PASSOS, Carmem Lúcia Brancaglion; et al. Desenvolvimento profissional do professor que ensina Matemática: uma meta-análise de estudos brasileiros. Quadrante, Lisboa, v. 25, n. 1 e 2, p.193-219, 2006.

PINHEIRO, Ana Cláudia Mendonça. A mediação docente na construção do raciocínio geométrico de alunos da licenciatura em Matemática na disciplina Desenho Geométrico. 2008. 184f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza.

PONTE, João Pedro da. Formação do professor de Matemática: perspectivas atuais. In: PONTE, João Pedro da. (Org.) Práticas profissionais dos professores de Matemática. Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, 2014, p. 343-358.

PONTE, João Pedro; BROCARDO, Joana; OLIVEIRA, Hélia. Investigações matemáticas na sala de aula. 2. d. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

RAMASSOTTI, Luiz Carlos. A Geometria Euclidiana na licenciatura em Matemática do ponto de vista de professores formadores. 2015. 179f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Universidade Estadual Paulista. Rio Claro.

RICHIT, Adriana. Projetos em Geometria Analítica usando software de Geometria dinâmica: repensando a formação inicial docente em Matemática. 2005. 169f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

SANTOS, Ivan Nogueira. Explorando conceitos de Geometria Analítica Plana utilizando Tecnologias da Informação e Comunicação: uma ponte do Ensino Médio para o Ensino Superior construída na formação inicial de professores de Matemática. 2011. 163 p. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Ciências Exatas e Biológicas. Universidade Federal de Ouro Preto. Ouro Preto.

SCHULTZ, Caroline. Modelagem Matemática e recursos tecnológicos: uma experiência em um curso de formação inicial de professores. 2015. 127f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática e Ensino de Física) – Centro de Ciências Naturais e Exatas. Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria.

VALENTE, José Armando. Blended learning e as mudanças no ensino superior: a proposta da sala de aula invertida. Educar em Revista, Curitiba, n. 4, 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.33532/revemop.v1n3a04

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 Revemop está licenciada sob Creative Commons