A participação de professores na elaboração de tarefas matemáticas em um trabalho colaborativo

Wedeson Oliveira Costa, Andreia Maria Pereira de Oliveira

Resumo


Neste artigo, apresentamos um trabalho desenvolvido com o objetivo de identificar e analisar como professores participam da elaboração de tarefas matemáticas no projeto Observatório da Educação Matemática (OEM-Bahia). A pesquisa foi de natureza qualitativa e os dados foram coletados por meio da observação de reuniões e da realização de entrevistas com professores responsáveis pela implementação das tarefas. Os resultados apontam que os professores participam da elaboração de tarefas atendendo aos objetivos comuns do grupo e compartilhando modos de elaborar questões investigativas ou exploratórias. Essas formas de participar têm relação com o empreendimento conjunto estabelecido pelo grupo para a elaboração das tarefas e com o repertório compartilhado entre os membros do grupo, que possibilitou indícios de mudanças nas práticas em que os professores participam.

Palavras-chave: Participação de Professores. Trabalho Colaborativo. Tarefas matemáticas.


The participation of teachers in the development of mathematical tasks in a collaborative work

In this paper, we aim to identify and analyze how teachers participate in the development of mathematical tasks in the project Mathematics Education Watch (OEM-Bahia). The research was qualitative and the data was collected through observation of meetings from OEM-Bahia and interviews with teachers responsible for implementing the tasks designed by the group. The results show that teachers participate in the development of tasks complying with common goals of the group and sharing ways to develop investigative or exploratory questions. These forms of participation are related to the joint enterprise established by the group for the elaboration of the tasks and with the shared repertoire among the group members, which provided evidence of changes in the practices in which teachers participate.

Keywords: Participation of Teachers. Collaborative Work. Mathematical Tasks.


La participación de profesores en la elaboración de tareas matemáticas en un trabajo colaborativo

En este artículo, presentamos un trabajo desarrollado con el objetivo de identificar y analizar cómo los profesores participan en la elaboración de tareas matemáticas en el proyecto Observatorio de la Educación Matemática (OEM-Bahía). La investigación fue de naturaleza cualitativa y los datos fueron recolectados por medio de la observación de reuniones y de la realización de entrevistas con profesores responsables por la implementación de las tareas. Los resultados apuntan que los profesores participan en la elaboración de tareas atendiendo a los objetivos comunes del grupo y compartiendo modos de elaborar cuestiones investigativas o exploratorias. Estas formas de participar tienen relación con el emprendimiento conjunto establecido por el grupo para la elaboración de las tareas y con el repertorio compartido entre los miembros del grupo, que posibilitó indicios de cambios en las prácticas en que los profesores participan.

Palabra clave: Participación de Profesores. Trabajo colaborativo. Tareas matemáticas.


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith. O método nas ciências sociais. In: ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith; GEWAMDSZNADJDER, Fernando. (Org.). O método nas ciências naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. São Paulo: Pioneira, 2002, p. 147-178.

ARTIGUE, Michele, PERRIN-GLORIAN, Marie Jeanne. Didactic engineering, research and development tool: some theoretical problems linked to this duality. For the Learning of Mathematics, v. 11, n. 1, p. 3-17, feb. 1991.

BOAVIDA, Ana Maria; PONTE, João Pedro da. Investigação colaborativa: potencialidades e problemas. In: SEMINÁRIO DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XIII, Viseu. Actas do XIII SIEM: Reflectir e investigar sobre a prática profissional. Lisboa: APM, 2002, p. 43-55.

CHARMAZ, Kathy. A construção da teoria fundamentada: guia prático para análise qualitativa. Tradução de Joice Elias Costa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

DAVIS, Elizabeth A.; KRAJCIK, Joseph S. Designing educative curriculum materials to promote teacher learning. Educational Researcher, v. 34, n. 3, p.3-14, apr. 2005.

DELGADO, Maria de Fátima; FERREIRA, Rosa Antônia Tomás; FERNANDES, José Antônio. O estudo acompanhado em articulação com a Matemática: práticas de duas professoras. In: ENCONTRO DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XXIII., Lisboa, 2012, Actas do XXXIII EIEM: Práticas de ensino da Matemática. Lisboa: APM, 2012, p. 241-254.

DENZIN, Norma; LINCOLN, Yvonna S. A disciplina e a prática da pesquisa qualitativa. In: DENZIN, Norma K.; LINCOLN, Yvonna S. (Org.). Planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Tradução de Sandra Regina Netz. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

ESPINOSA, Afonso Jiménez; FIORENTINI, Dario. (Re)significação e reciprocidade de saberes e práticas no encontro de professores de Matemática da escola e da universidade. In: FIORENTINI, Dario; NACARATO, Adair Mendes. (Org.). Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam Matemática. São Paulo: Musa, 2005, p. 152-174.

FERREIRA, Ana Cristina. Desenvolvimento profissional e trabalho coletivo: experiências envolvendo pesquisadores, professores de Matemática e futuros professores de Ouro Preto. In: LOPES, Celi; NACARATO, Adair Mendes. (Org.). Educação Matemática, leitura e escrita: armadilhas, utopias e realidade. Campinas: Mercado das Letras, 2009, p. 250-270.

FIORENTINI, Dario. Pesquisar práticas colaborativas ou pesquisar colaborativamente? In: BORBA, Marcelo de Carvalho; ARAÚJO, Jussara de Loiola. (Org.). Pesquisa qualitativa em Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2004, p. 47-76.

FIORENTINI, Dario. Quando acadêmicos da universidade e professores da escola básica constituem uma CoP reflexiva e investigativa. In: FIORENTINI, Dario; GRANDO, Regina Célia; MISKULIN, Rosana Giaretta Sguerra. (Org.). Práticas de formação e de pesquisa de professores que ensinam Matemática. Campinas: Mercado de Letras, 2009, p. 233-255.

LAVE, Jeane; WENGER, Etienne. Situated learning: legitimate peripheral participation. Cambridge: Cambridge University Press, 1991.

LIEBERMAN, Ann. The meaning of scholarly activity and the building of community. Educational Researcher, v. 21, n. 6, p. 5-12, aug. 1992.

MARGOLINAS, Claire. (Org.). Task design in Mathematics Education. Proceedings of ICMI Study 22. Oxford, v. 1, 2013.

MISKULIN, Rosana Giaretta Sguerra et al. Pesquisas sobre trabalho colaborativo na formação de professores de Matemática: um olhar sobre a produção do Prapem/Unicamp. In: FIORENTINI, Dario; NACARATO, Adair Mendes. (Org.). Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam Matemática. São Paulo: Musa, 2005, p. 196-219.

NACARATO, Adair Mendes. A escola como lócus de formação e de aprendizagem: possibilidades e riscos da colaboração. In: FIORENTINI, Dario; NACARATO, Adair Mendes. (Org.). Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam Matemática. São Paulo: Musa, 2005, p. 175-195.

NACARATO, Adair Mendes; GRANDO, Regina Célia, ELOY, Thiago Augusto. Processos formativos: compartilhando aprendizagens em Geometria com diferentes mídias. In: FIORENTINI, Dario; GRANDO, Regina Célia; MISKULIN, Rosana Giaretta Sguerra. (Org.). Práticas de formação e de pesquisa de professores que ensinam Matemática. Campinas: Mercado de Letras, 2009, p. 189-210.

PONTE, João Pedro da. Gestão curricular em Matemática. In: In: SEMINÁRIO DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XVI, Setúbal. Actas do XVI SIEM: O professor e o desenvolvimento curricular. Lisboa: APM, 2005, p. 11-34.

REITANO, Paul. The value of video stimulated recall in reflective teaching practices. In: SOCIAL SCIENCE METHODOLOGY CONFERENCE, 2006, New South Wales. Proceedings SSMC. Victoria: ACSPRI, 2006, p. 1-12.

SARAIVA, Manoel. Para uma nova relação entre professores e investigadores: o modelo de Steinbring. In: SEMINÁRIO DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, V, 1995, Lisboa. Actas do V SIEM. Lisboa: APM, 1995, p. 249-254.

SARAIVA, Manuel; PONTE, João Pedro da. O trabalho colaborativo e o desenvolvimento profissional do professor de Matemática. Quadrante, Lisboa, v. 12, n. 2, p. 25-52, jul./dez. 2003.

SILVER, Edward A; GHOUSSEINI, Hala; CHARALAMBOUS, Charalambos Y.; MILLS, Valerie. Exploring the curriculum implementation plateau: na instructional perspective. In: REMILLARD, Janine T.; HERBEL-EISENMANN, Beth A.; LLOYD, Gwendolyn Monica. (Ed.). Mathematics teachers at work: connecting curriculum materials and classroom instruction. New York: Taylor & Francis, 2009, p. 245-265.

STEIN, Mary Kay; HENNINGSEN, Marjorie A.; SMITH, Margaret Schwan; SILVER, Edward A. Implementing standards-based Mathematics instruction: a casebook for professional development. Nova York: Teachers College Press, 2009.

STEIN, Mary Kay; SMITH, Margaret Schwan. Tarefas matemáticas como quadro para a reflexão: da investigação à prática. Educação e Matemática, Lisboa, n. 105, p. 22-28, nov./dez, 2009.

WENGER, Etienne. Comunities of pratices learning, meaning, and indentity. Cambridge: Cambridge University Press, 1998.




DOI: http://dx.doi.org/10.33532/revemop.v1n1a6

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 Revemop está licenciada sob Creative Commons